Os 5 melhores jogadores de Ténis do Mundo

Apesar de alguns historiadores defenderem que o Ténis surgiu em França ainda no século XII, a data oficial de início da prática deste desporto remonta ao século XIX, por terras inglesas. Este jogo, que tantos adeptos e entusiastas move, já conta com alguns séculos de histórias e incríveis jogadores (e campeões). E ainda que Portugal viva mais afincadamente para o Futebol, seja feminino ou masculino, o Ténis continua a mover multidões por cá, e pelo mundo.

Se é jogador ou adepto deste maravilhoso desporto, vai gostar de conhecer aqueles que consideramos serem os 5 melhores jogadores do mundo (dentro de uma lista imensa de jogadores exímios).


1. Roger Federer


foto por WikiMedia / CCO


Quem é que nunca ouviu falar de Roger Federer? Nascido na Suiça a 8 de Agosto de 1981, começou a sua jornada de forma vitoriosa, conquistando prémios desde muito cedo. Tinha apenas 19 anos quando conquistou a virada de quarta de Wimbledon contra o pentacampeão Pete Sampras. Foi neste momento que Roger começou a ser o centro das atenções no mundo do ténis. Rapidamente, tornou-se recordista de títulos de Grand Slam. Possui 27 Masters 1000, 6 Masters Cup e um record invejável de 310 semanas consecutivas como número 1 a nível mundial, entre 2004 e 2018.

Além dos courts de Ténis, Federer não abdica do seu tempo em família e de dar o seu contributo a populações mais carenciadas, tendo aberto a sua própria fundação. É a Fundação Roger Federer, que tem como principal objetivo melhorar a vida das milhares de crianças pobres por todo o mundo, dando-lhe a oportunidade de uma vida melhor.


2. Rafael Nadal


foto por WikiMedia / CCO


Rafael Nadal, nascido em Espanha, em 1986 é considerado uns dos melhores tenistas de todos os tempos. Já conquistou 91 títulos ao nível ATP (80 deles sozinho, sem dividir a partida).

Foi em 2008 que os holofotes se viraram todos para Rafa, quando de forma extraordinária venceu o também campeão Roger Federer, na final de Wimbledon. Um thriler de 5 sets ao longo de 4 horas e 48 minutos que fizeram o campeão brilhar num dia que jamais será esquecido na história do ténis.

Há pouco tempo, quando entrevistado por alguns jornalistas, que o questionavam o que fazia para passar o seu tempo, já que se encontrava lesionado, Rafael respondeu que não tinha tempo ou paciência para fazer pilates, referindo que precisava de algo mais dinâmico.

Quem é seu fã ou conhece mais de perto a sua vida e os seus hobbies, sabe que é verdade o que diz, já que além do Ténis também se consagrou como campeão de poker, tendo ganho vários torneios, tais como o ETP: European Poker Tour, em 2013. Mas desta vez, Rafael Nadal dizia encontrar-se plenamente absorvido pela sua fundação de apoio aos desfavorecidos, pelo qual é tão admirado por todos.


3. Pete Sampras


foto por WikiMedia / CCO


A vitória de Sampras em 2000, em Wimbledon, estabeleceu-o como o maior jogador masculino de todos os tempos (até que Roger Federer o eclipsou). O ex-tenista americano é considerado por muitos como um dos maiores jogadores de ténis de todos os tempos, tendo conquistado 14 vitórias de Grand Slam.

Sampra tinha algo em si de muito genuíno. Abria-se verdadeiramente ao mundo e aos seus fãs. Todos conheciam os seus “tiros”. Todos sabiam no que ele era bom e também onde ele era mais fraco. Sampras jogou todos os jogos com um “grip” e o mesmo modelo de raquete toda a sua carreira, de 1990 a 2002. Alguns anos depois, em 2008, lançou o seu primeiro livro: “A Champion's Mind: Lessons from a Life in Tennis”, onde revela todos os sabores, dissabores e desafios que enfrentou ao longo da sua longa e vitoriosa carreira.


4. Novak Djokovic